Dicas Úteis

Confira abaixo algumas dicas úteis de segurança para o seu dia a dia.

Durante um assalto: O que fazer?
  • Não pare carro no trânsito com marcha engatada;
  • Obedeça as ordens do ladrão. Os primeiros segundos do assalto são os mais tensos, pois o criminoso ainda não sabe qual vai ser a reação inicial da vítima abordada. Aguarde o marginal apontar o que deseja e em seguida siga as orientações;
  • No momento em que o bandido tira o revolver da cintura ou anuncia verbalmente o assalto, a vitima não deve tentar fugir, correndo ou acelerando moto ou carro. Nesses casos normalmente o marginal faz um disparo na direção da vitima que tenta evadir-se;
  • Não tente negociar com o ladrão, entregue o que ele desejar;
  • Jamais reaja, pois 80% das vitimas que tentaram impedir um assalto são baleadas;
  • Evite realizar movimentos bruscos, pois o ladrão pode entender que é um gesto buscando uma reação;
  • Iniciado o roubo permaneça imóvel, mostrando sempre as mãos e siga as determinações do bandido;
  • Não olhe para o rosto do assaltante e responda somente o que lhe for perguntado;
  • Antes de realizar qualquer movimento(principalmente com as mãos) avise verbalmente o marginal para que ele não leve um susto e acabe acionando o gatilho do revolver;
  • Somente quando tiver em segurança, avise a Policia Militar pelo telefone 190;
  • Caso tenha vítima ferida no local; aguarde socorro de preferência deitado sem beber ou comer e evite fazer qualquer tipo de esforço físico até a chegada do resgate;
Segurança pessoal nas ruas
  • Não ande sozinho. Sempre que for possível, não se exponha gratuitamente à ação dos delinqüentes, passeando desacompanhado por locais ermos e ou em horas avançadas. Em uma festa ou reunião espere pela companhia de um amigo para sairem juntos. Uma forma de prudência é antecipar-se ao perigo, prevenindo-se;
  • Quando estiver só, escolha seu trajeto, evitando passar por locais desertos e ou pouco iluminados. Mantenha-se alerta ao cruzar com suspeitos e não pare para atender pedidos que lhe despertem desconfiança. Caminhe junto à guia da calçada e atravesse a rua a qualquer sinal de perigo. Ao pressentir a aproximação de estranhos em atitude suspeita entre no primeiro local habitado que encontrar e peça ajuda;
  • Não carregue consigo grandes importâncias em dinheiro ou outros valores. Se o fizer por necessidade imperiosa, procure guardar o numerário de modo seguro e discreto, evitando grandes aglomerações, onde agem os punguistas e descuidistas, assim como em lugares sem movimento onde poderão roubá-lo. As mulheres devem carregar suas bolsas firmemente seguras entre o braço e o corpo, mantendo a mão sobre seu fecho. Siga diretamente para seu destino quando portar valores, não parando em bares ou casas de diversão;
  • Ao parar em pontos de ônibus procure os que se situam em locais de grande movimento, preferencialmente aqueles localizados à porta dos estabelecimentos comerciais;
  • Quando estiver em um coletivo e este for invadido por ladrões, mantenha-se calmo. Não encare diretamente os assaltantes e nem tente dialogar com eles. Se houver oportunidade de se desfazer de alguns de seus valores, faça-o de maneira a mais dissimulada possível, guardando consigo uma pequena soma de dinheiro. Não reaja, sua vida não tem preço;
  • Não use locais isolados para colóquios amorosos. Os namorados em lugares solitários são presa fácil dos ladrões;
  • Desconfie sempre de estranhos de conversa envolvente que tentem aproximação. Não aceite convites de desconhecidos casuais que venha a encontrar na rua, em bares ou casas de diversão noturnas;
  • Igualmente não se deixe levar pela conversa de estranhos que venham a abordá-lo para propor "negócio da China". São vigaristas, chame o policial mais próximo;
  • Não ande armado. Quem carrega arma de fogo, muitas vezes sem saber usá-la eficazmente, pode ser induzido à prática de atos temerários ante a ação de criminosos.
  • Procure controlar-se nas piores situações. Os assaltantes valem-se do fator surpresa para atacar suas vítimas. Não grite e nem discuta com eles - seu nervosismo poderá aumentar a tensão sob a qual agem e provocar uma atitude mais agressiva em seu desfavor.
Cuidados para evitar sequestros
  • Observe se não está sendo seguido e se não há veículos estranhos parados em sua rua, com pessoas desconhecidas dentro. Repare se há ambulantes atípicos na região ou reparos intermináveis nos fios de telefonia, por exemplo. Se alguma dessas situações acontecer, não entre em casa e procure o posto policial mais próximo;
  • Evite a rotina. Mude itinerários e horários;
  • Evite ostentar riqueza, comentar publicamente os valores de seus bens ou seus planos de viagens; dirija um carro comum - eles são menos visados;
  • Suspeite de telefones desconhecidos solicitando informações sobre nomes dos moradores ou hábitos da casa. Instrua crianças e funcionários a não comentarem a rotina;
  • Fique atento nos cruzamentos. Ao se aproximar do farol, reduza a velocidade, para dar tempo de aparecer o sinal verde . Nunca encoste no carro da frente, para ter espaço para manobrar, e prefira o lado esquerdo da pista;
  • Em viagens rotineiras, procure memorizar postos policiais do caminho. Em caso de problemas mecânicos, evite para em locais pouco movimentados;
  • Evite levar na carteira cartões de banco, talão de cheque completo (fique com folhas) e a senha eletrônica anotada. Tenha sempre à mão apenas pouco dinheiro trocado, para um simples imprevisto;
  • Ao descer de seu veículo ou entrar nele, observe se não esta sendo observado. As vítimas costumam ser atacadas no momento em que colocam o cinto ou desviam a atenção da rua para ligar o carro;
  • Procure manter alguém da família avisado sobre seus horários, rota e tempo estimado de chegada ao destino;
  • Se você for rendido mantenha a calma e siga as instruções dos sequestradores. Tente prestar atenção ao caminho (nomes de rua, barulhos, cheiros, tempo de percurso). No cativeiro, continue a prestar atenção aos detalhes e seja cooperativo. Tente saber o que puder da vida e dos hábitos dos sequestradores. Não tente fugir.
Segurança em casa
  • Dificulte a vida dos ladroes. Instale grades nas janelas, alarme, olho mágico, trancas nas portas e nos alçapões de teto e habitue-se a usar esses recursos, principalmente a noite quando a casa estiver vazia;
  • Ao viajar, peça a alguém de confiança para que não deixe juntar correspondência na porta. Peça a um vizinho que acione a polícia, caso observe movimento suspeito na casa, durante sua ausência;
  • Os moradores de edifícios devem exigir discrição dos empregados do condomínio, principalmente para que não comentem com ninguém quais famílias estejam viajando, quais apartamentos estão vazios ou quais os hábitos e horários dos moradores do edifício;
  • Não adianta deixar lâmpadas permanentemente acesas, para simular que a casa está ocupada. É melhor pedir a um vizinho que as acenda só durante a noite ou instalar células fotosensíveis automáticas ou "timer";
  • Não abra a porta para pessoas que se apresentam para oferecer serviços não solicitados (encanadores, eletricistas, etc.). É útil o uso do interfone
  • As crianças devem ser orientadas para não abrir a porta para estranhos e nem trazê-los para casa sem autorização;
  • Empregadas domésticas, só com referências anteriores. Saiba o endereço da empregada ou de seus parentes;
  • Pressentindo pessoas suspeitas em elevadores, não entre. Entrando suspeito no elevador, salte em qualquer andar mesmo que não seja o seu;
  • Quando for sair ou chegar em casa, fique atento para suspeitos nas proximidades. Desconfiando, dê a volta no quarteirão e chame a Polícia Militar;
  • Suspeitando de que algum ladrão entrou em sua casa, quando você estava ausente, não entre: chame o patrulheiro do seu bairro, pois sempre é possível que os ladrões ainda estejam lá dentro;
Cuidados ao sair e chegar em casa
  • Ao sair, certifique-se de que as portas e janelas voltadas para áreas externas estão trancadas, inclusive a garagem;
  • Ao chegar em casa, se desconfiar de alguma movimentação estranha ou perceber atitude suspeita, não pare o carro;
  • Sempre dê uma volta no quarteirão e, se necessário, acione a polícia (190);
  • Se houver alguém em casa, entre em contato com sua casa ou condomínio para ter certeza de que está tudo bem;
  • Prefira portões automáticos e com controle remoto para facilitar a entrada e a saída;
  • Se precisar descer do veículo para abrir o portão, tire as chaves do contato e tranque-o;
  • Se perceber que está sendo seguido no caminho para algum lugar, mude a rota e procure um ponto de apoio;
Segurança no trânsito
  • Evite deixar seu carro estacionado na rua, principalmente durante a madrugada. Desligue o carro, retire a chave do contato e tranque o veículo ao estacionar, mesmo que por poucos minutos;
  • Procure estacionar em ruas iluminadas e próximo a locais vigiados dia e noite;
  • Evite namorar dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos;
  • Não dê "caronas" para estranhos;
  • Não pare para discutir "fechadas" ou "batidinhas". É comum que ladroes provoquem isso, só para assaltar;
  • Procure transitar com vidros fechados, sempre que possível, e com as portas travadas;
  • Não use jóias, relógios e outros acessórios chamativos. Quanto mais discreto, mais chances você tem de evitar um assalto;
  • Não pare para auxiliar outros motoristas em lugares isolados. Caso perceba que houve algum acidente ou falha mecânica, vá diretamente procurar ajuda em uma delegacia ou posto policial;
  • Não pare em lugares isolados por qualquer batida. Elas podem ter sido provocadas por bandidos que esperam sua parada e saída de dentro do carro para agir. A dica vale também para objetos colocados na pista que possam furar os pneus ou quebrar os vidros. Tente seguir o máximo possível até um posto de combustível ou outro lugar com maior movimento;
  • Não deixe objetos como pacotes, mochilas e bolsas sobre os bancos. Os ladrões costumam roubar essas coisas quebrando os vidros. Prefira deixar os volumes dentro do porta-malas;
  • Ao passar por lombadas ou valetas, veja se não há ninguém suspeito esperando sua diminuição de marcha. Também fique a uma distância segura do veículo a frente para, caso ele pare para te fechar, você consiga desviar e seguir em frente;
  • Não se distraia com o rádio, lendo jornais ou conversando com outros passageiros. Os assaltantes aproveitam esse momento para agir. Fique sempre de olho na aproximação de outras pessoas. Um motorista atento repele o bandido;
  • Se nada der certo, ao ser abordado fique calmo e anuncie seus movimentos para o ladrão, como “vou pegar minha carteira” ou “vou tirar o cinto”. Não faça movimentos bruscos e procure obedecer para não irritar o bandido. Lembre-se que o momento é de tensão para os dois;
Segurança nas estradas
  • Abastecer garantindo a quantidade necessária para o percurso a ser seguido;
  • Calibrar e checar pneus e estepes, para o caso de necessitar usar o estepe e ele estiver em perfeitas condições;
  • Verificarem água e nível de óleo, partes fundamentais para o bom funcionamento do motor do veículo;
  • Verificar freio;
  • Utilizar o triangulo de segurança e o pisca alerta em caso de parada em acostamento;
  • Evite esticar-se para mexer no porta-luvas;
  • Não tire as duas mãos do volante;
  • Não fale ao celular;
  • "Não corra mais do que seu anjo da guarda possa voar";
  • Não transporte animais soltos no carro;
  • Mantenha distância do veículo à frente e evite que outros trafeguem próximos à traseira do seu veículo;
  • Evite freadas bruscas. Acione levemente o freio antes de parar, alertando o outro motorista antes de frear totalmente;
  • Sempre sinalize a ação que for tomar;
  • Fique alerta. Olhe à frente a fim de ver as situações que possam forçar o motorista do carro da frente a transformar-se numa ameaça para você;
  • Facilite a ultrapassagem;
  • Não dirija com sono. A maioria dos motoristas não resiste ao entorpecimento provocado pelo sono e dorme na direção. Mesmo que você acredite que vá resistir, não facilite, faça paradas regulares, descanse e depois siga viagem;
  • Beber e dirigir significa tragédia. Mesmo em pequenas quantidades, o álcool provoca redução dos reflexos, funções motoras e sentidos. O álcool atrapalha também a percepção, o raciocínio e o senso crítico;
  • Use corretamente os faróis. Ultrapassando, sendo ultrapassado ou atrás de outro veículo use farol baixo. Não faça "guerra de faróis";
  • Use o cinto de segurança. Isto é importante tanto para quem viaja no banco da frente quanto para quem vai no banco de trás. O cinto tem por finalidade impedir que você seja jogado contra os vidros ou para fora do carro em caso de acidente;
Viajando de moto
  • Antes de pegar a estrada, faça uma revisão geral da moto. Cheque itens como pressão dos pneus, óleo do motor, lâmpadas, corrente e freio;
  • Ande sempre de farol aceso, capacete, botas, luvas e casaco. Na ocorrência de chuva procure parar em lugar seguro aguardando melhor momento para seguir viagem;
  • Procure viajar sempre durante o dia, quando é mais fácil de você ver e ser visto pelos demais motoristas;
  • Se precisar viajar à noite, cuide para que o sistema de iluminação da moto (lâmpadas) esteja completo e funcionando e que suas roupas e capacete contenham material refletivo;
  • Mantenha uma distância de segurança do veículo à frente, seja ele outra moto, caminhão, carro de passeio ou outro veículo qualquer. Assim, caso você necessite reduzir a velocidade repentinamente, haverá tempo de executar a manobra com segurança;
  • Na estrada, duas ou mais motos não devem dividir a mesma faixa de tráfego, isto é, nunca andar lado a lado;
  • Não dispute espaço com os carros e permita sempre a ultrapassagem;
Abordagem policial - como agir
  • Obedeça aos bloqueios realizados pela polícia;
  • Fique calmo, não corra;
  • Deixe suas mãos visíveis e não faça nenhum movimento brusco;
  • Atenda prontamente aos sinais e orientações do PM ou GCM;
  • Próximo a bloqueios procure abaixar os vidros do carro caso tenha insulfilm, acenda a luz interna do carro no caso do bloqueio ser à noite;
  • Na abordagem, não se precipite em tirar do bolso a carteira de identidade. Aguarde orientação;
  • Quando houver duas ou mais pessoas no interior do veículo, elas devem aguardar orientação para sair, mantendo as mãos sempre visíveis;
  • Dê todas as informações solicitadas pelo policial;
  • se estiver sem documentos, forneça ao policial/GCM dados que auxiliem sua identificação;
  • Não dê arrancadas e não dirija em alta velocidade perto de bases e de postos policias, não fure e não dê fuga de bloqueios policiais, tais situações podem ser mal interpretadas e gerar graves consequências.